Adolescente acusado de estuprar dentista é ouvido pela Justiça

Suspeito teria violentado a mulher na semana passada em Varginha. 
Segundo as autoridades, ele tem 23 passagens pela polícia.  

Um adolescente de 17 anos que teria estuprado uma dentista dentro do consultório dela, na semana passada, em Varginha, na Região Sul de Minas Gerais, foi ouvido nesta quinta-feira (27). Ele já tem 23 passagens pela polícia. 

O rapaz chegou acompanhado por agentes penitenciários. Um juiz, um promotor, um defensor público e a mãe do jovem participaram da audiência. De acordo com a justiça, entre os crimes que ele já cometeu há um outro estupro, em março deste ano. Mesmo já tendo sido apreendido várias vezes, o adolescente sempre é liberado. 

“Como não tem vaga nos estabelecimentos próprios, em Belo Horizonte, no estado, então deixa ele em uma cela separada, no presídio, com acesso para o Conselho Tutelar, para a família [...]. As vagas não aparecem e tirar um menino, deixar na rua para fazer coisas como essas e outras tantas? A população paga essa conta”, comentou o juiz da Vara da Infância e Juventude José Donizete Franco. 

Segundo o magistrado que cuida do caso, o menor vai ficar internado, provisoriamente, durante 43 dias no presídio de Varginha, em uma cela separada. Uma nova audiência, para ouvir a vítima e testemunhas, foi marcada para o dia 7 de novembro. 

Leia também: Justiça decide que menor que estuprou dentista fique internado


G1