Foi coisa de "extraterrestre"! - Boa Esporte 1 x 2 Vitória

Quem compareceu ao Estádio do Melão, em Varginha, viu uma “coisa de outro mundo” pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em plena “Terra do ET”, o Vitória conseguiu um feito de “outro planeta”. Após ser pressionado em quase todo o jogo, o Leão bateu o Boa Esporte, por 2 a 1, na tarde de sábado, e deu um importante passo na briga pelo acesso.

Esta foi a segunda vitória consecutiva do clube baiano, que encostou de vez no G4. Após superar o “bombardeio” do concorrente direto na briga por uma das quatro vagas, os rubro-negros chegaram aos 50 pontos, na quinta colocação. Têm apenas um a menos que o quarto colocado Americana, que vem em decadência.

Em compensação, o Boa vai ficando cada vez mais distante de disputar a elite em 2012. Foi a terceira derrota seguida do clube, sendo a segunda consecutiva em casa, que o deixa na nona colocação, com 47 pontos. Faltando cinco rodadas, precisará manter uma campanha quase perfeita para subir.

Assim não está bom, Boa!

O jogo era no interior mineiro, mas parecia acontecer na Bahia. Mesmo jogando fora, o Vitória mostrou “fome de bola” e dominou os primeiros minutos. Tanto que quase saiu na frente aos sete minutos. O atacante Marquinhos fez boa jogada individual pela direita, passou pela marcação, invadiu a área e chutou. Bem colocado, o goleiro Luiz Henrique salvou o Boa Esporte.

Na segunda oportunidade rubro-negra, porém, o arqueiro nada pôde fazer. Aos nove minutos, Marquinhos fez outra bela jogada e deixou o atacante Fábio Santos na cara do gol. O jogador, porém, encheu o pé em cima do goleiro, que espalmou. No rebote, o próprio Marquinhos completou para o gol vazio.

Com o gol, a impressão era de que o Leão conseguisse uma vitória tranquila. Mas não foi isso o que aconteceu. Nos minutos seguintes, os mineiros assumiram as rédeas da partida e começaram a pressionar. Aos 30, o meia Carlos Magno foi lançada na direita e finalizou na rede, mas pelo lado de fora.

Na parte final do período, o panorama não se alterou. O Boa continuou a acuar os visitantes, que continuaram a ser salvos pelas defesas do goleiro Douglas. Quando a bola passou pelo camisa 1, o árbitro entrou em ação. Aos 44, o atacante Jheimy chegou a marcar, mas estava impedido.

Quem não faz...


Depois de pressionar por quase 30 minutos na primeira etapa, o Boa precisou de apenas um minuto para abrir o placar na segunda. Jheimy arriscou de fora da área e a bola ainda desviou na defesa, antes de entrar no canto esquerdo de Douglas, que nada poderia fazer.

O gol animou ainda mais os donos da casa, que aumentaram o ritmo e continuaram no ataque. Aos 15 minutos, o time mineiro voltou a assustar, desta vez com o atacante Ramón. O jogador recebeu sozinho dentro da área, tentou tocar por cima de Douglas, mas exagerou na dose e mandou por cima.

O Boa continuou criando grandes oportunidades, mas pecou muito nas conclusões. Aos 27 minutos, por exemplo, após cruzamento da esquerda, Jheymi, sem marcação, cabeceou por cima do travessão. O gol acabou fazendo falta. Isso porque aos 37 minutos, o Leão fez o segundo em uma das raras chances criadas. Após escanteio da esquerda, o zagueiro Jean aproveitou falha adversária e fez de cabeça.

Próximos Jogos

Na próxima sexta-feira, às 20h30, o Boa Esporte terá outro confronto direto contra o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife. Enquanto isso, o Vitória jogará contra o Salgueiro, no mesmo dia e horário, no Barradão, em Salvador.



Futebol Interior