Homem é condenado a 14 anos por matar e enterrar esposa no banheiro

Foi condenado nesta segunda-feira (27) por homicídio simples o homem que matou e enterrou a esposa no banheiro da casa onde moravam em Varginha (MG), há 22 anos. A pena de Sebastião Andrade Leopoldino é de 14 anos de prisão.

A advogada de defesa do réu, Maria do Socorro Santos de Souza Lima, disse que vai recorrer da decisão no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Leopoldino vai cumprir apenas um sexto da pena em regime fechado, ou seja, dois anos e quatro meses.

O caso

O assassinato chocou os moradores da cidade na época. Segundo a polícia, Marita Rita Ribeiro Rangel foi assassinada e enterrada no banheiro de casa no bairro Mont Serrat, em 1991. A data provável do crime é 11 de julho de 1991. Ela teve o crânio e o rosto esmagados.

Na época do crime, Maria Rita tinha 27 anos e deixou quatro filhos. O companheiro dela só foi encontrado e preso em 24 de novembro de 2012 em Mogi das Cruzes (SP). Ele foi trazido para Varginha há um mês, onde desde então aguardava o julgamento.

Segundo a Justiça, um crime prescreve após 20 anos. No entanto, o caso foi julgado procedente apenas em 1995 e por isso, o prazo de prescrição começou a contar a partir desta data.



G1