Coluna - Ka entre Nós, por Lucrécia Santos - 02/04/2014

- Meça seus passos -

Muitos de nós somos como o homem que disse: “Quando descanso, enferrujo”. Quer saber de uma coisa? Sempre haverá mais alguma coisa para fazer! Se você é constantemente impelido pelo que “precisa ser feito”, irá ficar esgotado e fracassar em fazer o que Deus o escolheu para fazer. Então, eis algumas sugestões práticas para medir os seus passos.

Primeiro, mude seus hábitos alimentares. A Bíblia diz “Não é muito sábio se empanturrar de doces...” (Prov. 25:27). Você não colocaria açúcar no seu tanque de gasolina, portanto seja sábio; eduque-se a respeito da boa nutrição.

Segundo, seja claro com relação aonde quer chegar. Estabeleça objetivos específicos e tenha um plano e uma tabela de horários para poder atingi-los. Não seja controlado por uma rotina descuidada.

Terceiro, em vez de ignorar seus problemas, resolva-os. Aja antes que eles se tornem crônicos e comecem a drenar a sua energia. Depois, não fique vegetando diante da TV. Assistir televisão demais entorpece a sua mente e nina você, levando-o à letargia. “Mas os que esperam no Senhor... renovam as suas forças...” (Isaias. 40: 31). Então, se você está sobrecarregado, não aceite mais trabalho. Não diga sim por um sentimento de culpa, de falsa responsabilidade ou pela necessidade de se sentir necessário.

Em quarto lugar, faça uma pausa. Quando foi a última vez que você tirou um tempo para sair do seu contexto? Uma mudança de ritmo e um cenário novo são ótimos recarregadores de baterias.

Finalmente, vá dormir mais cedo. Quando você assobia e chupa cana ao mesmo tempo, é você quem se desgasta. Você diz: “Mas estou fazendo isto para o Senhor”. Observe que o Senhor diz: “Inútil vos é levantar cedo, trabalhar até tarde... pois aos Seus amados Ele dá enquanto dormem”. (Salmo 127:2)
(A Palavra para Hoje)

“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.” (Mateus 11:29)
"O preguiçoso morre desejando, porque as suas mãos recusam trabalhar" (Provérbios 21:25)

"O que ajunta no verão é filho sábio, mas o que dorme na sega é filho que envergonha" (Provérbios 10:5)