Mais vida para o Rio Verde

Alunos da Esc. Mun. Rural Santa Terezinha 
acompanham soltura de peixe no Rio verde.

Nos peixamentos, estudantes são conscientizados sobre a
importância de se preservar a natureza e a fauna aquática.
O peixamento no Rio Verde aconteceu no dia 31/03, segunda-feira, no interior do Clube Campestre e contou com a participação de alunos da Escola Municipal Santa Terezinha, que aprenderam com o biólogo Rafael Couto, do programa Peixe Vivo da Cemig, sobre a importância desta ação como um processo vital para a preservação do meio ambiente, uma vez que possibilita o restabelecimento de espécies que haviam desaparecido de certos trechos de rios.

O Rio Verde, recebeu cerca de 5 mil alevinos – nome dado a filhotes de peixes, da espécie Curimba e mil Piracanjubas juvenis, provenientes da estação de piscicultura da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig.

A soltura de peixes no Rio Verde é fruto de uma parceria existente há 13 anos entre a Cemig, através do Programa Peixe Vivo, o Clube Campestre, e a Prefeitura Municipal de Varginha, por meio das Secretarias Municipais da Educação e de Meio Ambiente.

Essa atividade vem sendo utilizada pela Cemig, como medida mitigadora dos impactos ambientais, desde a década de 70, subsidiando os estudos de reprodução de diversas espécies nativas. No ano passado, a Cemig soltou 1,4 milhão de alevinos nos rios de Minas, totalizando 67 peixamentos com a participação de 2.570 pessoas em 42 municípios.