Câmara concede Título de Cidadania Honorária Varginhense ao Senhor Célio Lago

Atendendo a uma proposição do vereador Zacarias Piva, a Câmara Municipal de Varginha promove, na próxima sexta-feira (23) a entrega do Título de Cidadania Honorária Varginhense ao Senhor Célio Lago de Souza. A cerimônia será realizada às 20h, no Lions Clube de Varginha.

Biografia

Célio Lago Souza Nasceu em 1933, na cidade de Cabo Verde/MG, filho de Sebastião Cesário de Souza e Fanny Olga do Lago.

Estudou no Colégio São José, em Muzambinho/ MG de 1945 a 1950. Cursou técnico em comércio em Poços de Caldas de 1950 a 1953. Serviu o Tiro de Guerra em 1952.

Casou-se com Maria de Lourdes Massa Souza, em 1954, com quem teve cinco filhos: Ronaldo Massa de Souza e Inês Massa Souza de Deus, nascidos em Cabo Verde, Rosane Massa de Souza Maiolini, Rosangela Massa de Souza Custódio e Mônica Massa de Souza, nascidos em Varginha.

Em Cabo Verde já atuava em comércio, trabalhando como gerente de um armazém do seu tio, Sebastião Alencar de Oliveira.

Em 1960 mudou-se para Varginha/MG, onde fundou seu primeiro comércio: o Armazém Brasil, na Praça Governador Valadares.

Em 1965 mudou-se para a Praça São Charbel e, logo depois, na década de 70, fundou o tão conhecido Varejão Dulago, que também tinha a concessão da Líquigas. Através daí, ficou muito conhecido na cidade, já que atendia grande parte da população, desde trabalhadores rurais até os mais conhecidos nomes da cidade.

Com o apoio de seu amigo e contador, Sr. Nico Vidal, decidiu candidatar-se e foi eleito vereador por três mandatos consecutivos de 1973 a 1988, época essa em que a profissão não era remunerada. Resultado de seu empenho e vontade de ajudar a população. Durante seus mandatos, atuou arduamente em prol algumas obras. Exemplo disso foi sua conquista na implantação do Corpo de Bombeiros na cidade. Também auxiliou na vinda da funerária municipal e na compra do Hospital Rio Verde, hoje, Hospital Bom Pastor.

Homem íntegro, generoso e humilde, Célio Lago sempre dedicou seu tempo pra cuidar da família e, ainda, para desenvolver relevantes trabalhos em prol da nossa comunidade.