Campanha estimula uso racional de medicamentos no Sul de Minas

No dia 26 de maio, farmacêuticos vão ao Calçadão da Rua Wenceslau Braz, 
em Varginha, para esclarecer a população sobre os riscos da automedicação.

Quem nunca tomou um medicamento sem receita médica após uma dor de cabeça ou febre? Ou nunca recebeu indicação de parentes ou amigos sobre qual medicamento ingerir em determinadas ocasiões? A automedicação, muitas vezes vista como uma solução para o alívio imediato de alguns sintomas, esconde perigos que podem provocar graves consequências à saúde.

Tomar medicamentos por conta própria ou sem orientação adequada é um dos grandes problemas de saúde pública no Brasil. Segundo dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox), os medicamentos são a maior causa de intoxicação no país. Só em 2011, foram registrados 29.105 casos, 5 mil a mais que no ano anterior. Isso equivale a 29,47% do total de intoxicação verificado no território nacional. Destes, 44 resultaram em morte. Em 35% dos casos, as vítimas foram crianças menores de 10 anos. Para se ter ideia da gravidade da situação, o segundo maior causador de intoxicação, os agrotóxicos, são responsáveis por 4,49% do total de casos.

Para conscientizar a população sobre os riscos que envolvem a automedicação, o CRF/MG preparou uma grande mobilização no dia 26 de maio, segunda-feira, em referência ao Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos (05 de maio). Farmacêuticos e estudantes vão orientar a população de Varginha que passar pelo Calçadão da Rua Wenceslau Braz. A ação acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Varginha e com apoio da faculdade Unifenas de Varginha, e será realizada das 12h às 16h. Além de receber folhetos explicativos, as pessoas vão poder medir a pressão arterial e tirar dúvidas com os farmacêuticos.

Para o vice-presidente do CRF/MG, Claudiney Ferreira, a orientação do farmacêutico é tão essencial quanto o medicamento. “Todo medicamento, até o mais simples, pode causar reações adversas dependendo de cada organismo. Usá-los de forma errada pode mascarar alguma doença ou até fazer com que ela se torne ainda mais grave. Por isso a orientação do farmacêutico é tão importante”.

O material será disponibilizado para download no site do CRF/MG para os farmacêuticos que quiserem reproduzir a campanha em seus estabelecimentos.

Uso racional de medicamentos
Segundo a Organização Mundial da Saúde, uso racional de medicamentos é quando o paciente recebe os medicamentos apropriados para as suas condições clínicas, em doses adequadas às suas necessidades individuais, por um período adequado e ao menor custo para si e para a comunidade.

CAMPANHA PELO USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS
DATA: 26 de maio
HORÁRIO: 12h às 16h
LOCAL: Varginha (Calçadão da Rua Wenceslau Braz)