Gasmig assina protocolo para instalação de gasoduto em Varginha

A assinatura do protocolo de cessão de área para a empresa aconteceu essa manhã, no Gabinete do prefeito Antônio Silva, marcando assim oficialmente a vinda da Gasmig - Companhia de Gás de Minas Gerais para Varginha, consequentemente a implantação da rede de distribuição de gás natural na cidade, que inicialmente vai atender algumas empresas do polo industrial local.


Participaram da reunião o diretor técnico José Luís França, representando o presidente da Gasmig, José Carlos de Mattos, o diretor comercial Roberto Garcia e o gerente de Novos negócios, Frederico Borges Cordeiro, além do prefeito Antônio Silva, do vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo, do Presidente da Câmara, Leonardo Ciacci e dos Secretários Municipais.

Negociações

A assinatura do Protocolo celebrou o sucesso das negociações entre o município e a Gasmig, iniciados em maio de 2013, quando o engenheiro da empresa, Leandro Taests, esteve na Prefeitura em conversa com o vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo e com o Secretário Pedro Gazzola, oportunidade em que manifestou o interesse da empresa de investir na cidade. Aquela época a empresa, com apoio da Prefeitura, já estava realizando estudos junto aos empresários da região, no sentido de avaliar a viabilidade econômica de se implantar o sistema de gás natural comprimido em Varginha.

Em Varginha o gás natural será distribuído por um gasoduto de distribuição, com 3,3 quilômetros de extensão e potencial para um volume de 18 mil m³/dia.  A rede passará pela Rua José Sanches, seguindo pelas Avenidas Messias Barros e Coronel José Francisco Coelho, até chegar ao seu ponto final, próximo à Avenida Rogassiano Francisco Coelho, no bairro Industrial JK. A Gasmig prevê investimentos da ordem de R$ 3,6 milhões nessa obra, que emprega tubos de PEAD (polietileno de alta densidade), com diâmetros de 125 mm e 63 mm.

De acordo com o cronograma preliminar para atuação da empresa no município, as obras podem começar na primeira semana do próximo mês de julho e ser concluídas no final de setembro.

Sul de Minas

A obra prevista para Varginha é o ponto de partida para o acesso da população a este combustível menos poluente, mais econômico e com maior eficiência calorífica. Inicialmente, a partir deste gasoduto, seis empresas do município serão atendidas e, futuramente, o adensamento da rede poderá atender os demais segmentos de atuação da Gasmig. O gás natural já é realidade em outras cidades do Sul de Minas, como Poços de Caldas, Pouso Alegre e Andradas, que já contam com o energético para abastecer diferentes mercados (industrial, automotivo, comercial e residencial).

Benefícios

As vantagens advindas do uso do gás natural vão além da otimização de custos. A segurança, por ser mais leve que o ar, dissipando mais rapidamente em caso de vazamentos; a praticidade e comodidade do fornecimento contínuo, e a economia de espaço físico, dispensando manuseio e estoque de botijões e controles diários, são apenas alguns dos benefícios proporcionados pelo uso do energético.