Reunião para implantação da coleta seletiva em Varginha acontece na terça, dia 6

Acontece na terça feira, 6 de maio, a primeira reunião para a formação do programa de coleta seletiva do lixo em Varginha. Estão sendo convidados representantes de várias instituições ligadas ao meio ambiente, prefeitura e sociedade civil. O Secretário Municipal de Meio Ambiente de Varginha, Joadylson Barra Ferreira, afirma que o programa vai abranger os catadores de material reciclável, público indispensável para o sucesso do programa de coleta seletiva de lixo.

Na primeira reunião será apresentada aos convidados a pesquisa realizada pelo INSEA - Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável, que ouviu 208 catadores de material reciclável, organizados ou não em cooperativa. A pesquisa mostrou que a maioria dos catadores são mulheres, tem mais de 50 anos, estudaram até a quarta série  e ganham entre 700 e 1000 reais por mês com a coleta de material reciclável. Entre os catadores ouvidos, dois tem curso superior e todos afirmam que a catação é um trabalho como outro qualquer.

Na reunião, a prefeitura vai mostrar para os convidados o projeto de administração do aterro sanitário de Varginha, a ser executado pela Copasa, conforme já foi aprovado pela Câmara Municipal. A Copasa vai ajudar na organização da coleta seletiva doando equipamentos que serão usados na seleção do lixo (esteira, balança e prensa), além de R$ 10 mil por mês para a manutenção do serviço.

O encontro será dia 6 de maio, às 16h, na Cidade Universitária do Unis, na rodovia que liga Varginha a Elói Mendes. Os participantes estão sendo convidados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.