Dia dos namorados: o amor, a paixão e o romantismo estão no ar...

Você tem feito alguma coisa para conquistar aquela pessoa que não lhe sai do olhar?
E, mesmo ao fechar os olhos, seu vulto toma forma como um retrato que se impregnou na sua visão?
Liberte a mente como a névoa transparente que se desprende no ápice das montanhas...
Talvez agora seja um bom momento para a terapia do amor. Mentalize-a e mova-se em sua direção. Quem sabe ela não esteja esperando um primeiro passo seu?
Dar o primeiro passo é diminuir distâncias. E a distância é metade quando duas pessoas se procuram...
Dê o primeiro passo!
Se há uma luz que pode se acender entre os dois, abrevie o clarão do destino.
Acene com um gesto, um sorriso, um olhar... Porque, às vezes, falar com o olhar pode conter mais palavras que um dicionário...

Alimente a paixão que está dentro do seu peito. Abasteça-a na fonte das ilusões, pois a ilusão é o prelúdio da realidade.
Se a paixão não existir procure a semente no peito de outro alguém... Se ela é pequena, engrandeça-a; se é grande, agigante-a. Deixe-a tomar toda a sua imensidão. Quanto maior for, maior será sua felicidade.
Quando alguém se apaixona é capaz de subir aos céus e colher uma estrela, e descer ao centro da terra e colher a mais bela flor.
O amor é vida. Ninguém chega a lugar nenhum a não ser por ele, pois ele não é o guia, mas o próprio caminho.
A paixão lhe dá razões para viver: Seu corpo vibra, se transforma, pois passa a ter duas almas, dois corações.
Faça as labaredas do desejo crepitarem. Ateie a lenha da paixão a todo instante e viva o calor eterno de um grande amor!

Você já declarou seu amor para quem ama?
Declarar-se é, pelos lábios, o coração fazer uma confissão: pode ser uma poesia, uma canção, ou simples “eu te amo”...
Declare-se!
O coração de quem o ouve entrará em translação e viajará na órbita do amor.
E não se preocupe com os versos nem em compor rimas para dar vida a um poema. Você não precisa ser poeta. Sua verve transbordará e as mais belas palavras florescerão quando imaginar-se no calor dos braços de quem ama. Para isso vá buscá-las lá no fundo do coração, na imensidão do seu sentimento; palavras puras, meigas, sinceras.
Com certeza será a declaração mais linda que você já fez!


Inácio Dantas
(do livro “Pequenas Lições de Sabedoria”)