Apesar de adeus a Neymar, torcedores mantêm otimismo com o hexa

Em um dia marcado por dúvidas sobre o impacto da repentina saída de Neymar da Copa do Mundo, muitos brasileiros passaram pela concentração da seleção, para manifestar apoio ao atacante e demonstrar esperança de que o Brasil ainda pode conquistar o hexacampeonato.

Embora o treino não tenha sido aberto ao público, torcedores passaram o dia inteiro diante dos portões da Granja Comary para tentar ver o camisa 10.

Neymar deixou o local no início da tarde em um helicóptero ao lado do pai e de um médico. Ele deve passar um período na casa da família, em Santos, no litoral paulista, e segundo a equipe médica da seleção, só estará completamente recuperado dentro de 40 a 45 dias.

Além do atacante, a seleção também teve outras baixas. Com o segundo cartão amarelo, o capitão Thiago Silva está fora do próximo jogo contra a Alemanha, na terça-feira. Já Marcelo recebeu a notícia de que seu avô – um dos maiores incentivadores de sua carreira no futebol – havia falecido. Apesar disso, o zagueiro decidiu permanecer na concentração em Teresópolis.

Mas nenhum desses infortúnios deve tirar a vitória do Brasil, acreditam os torcedores entrevistados pela reportagem da BBC Brasil.

Flávio, que não quis informar o sobrenome, comparou o momento atual com o da Copa de 1962. "Eu acho que [a vitória] é possível, mesmo com a saída de Neymar e do Thiago Silva [da próxima partida]. Um é o capitão, e o outro é um craque. Mas como em 1962, quando Pelé se lesionou e o Garrincha teve uma participacao decisiva para trazer o bi para o Brasil, acho que está na hora de outro jogador, o Oscar, aparecer e trazer o hexa para nós", disse.

Outros acreditam que o espírito de união será mais forte e que a ausência do craque será compensada por um esforço ainda maior dos colegas.