Concerto de Gala com a Camerata Jovem Beethoven

A Fundação Cultural de Varginha promove Concerto de Gala que servirá de 
referência para a formação da Camerata / Orquestra Sinfônica de Varginha.


A Camerata Jovem de São José do Rio Preto (SP) é um exemplo eloquente de mobilização e união dos jovens músicos em prol da arte e da música clássica, além de ser uma referência vitoriosa de como criar oportunidades de inclusão social e geração de trabalho e amadurecimento profissional para a juventude.

Sob a competente regência do Maestro Reginaldo Nascimento - que também é regente da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto - a Camerata Jovem Beethoven de São José do Rio Preto apresentará um Concerto de Gala com um seleto repertório de música clássica, com destaque para composição do imortal compositor alemão Beethoven, que dá nome à Camerata.  Esta, por sua vez, é mantida por uma sociedade civil de direito privado com o apoio do governo municipal através de seu órgão gestor de cultura. Os jovens que integram a Camerata Jovem Beethoven recebem bolsas especiais para sua auto manutenção e acesso a cursos de aperfeiçoamento profissional. São José do Rio preto serve de referência de como aplicar da forma correta, eficiente e eficaz os recursos públicos destinados à Cultura.

O convite à Camerata Jovem Beethoven para se apresentar em Varginha no próximo dia 26 de julho, às 20 horas, no Theatro Municipal Capitólio, teve como principal razão o fato de ela servir de modelo e de referência para a cidade de Varginha, em função do esforço e do trabalho que a Fundação Cultural do Município empreende para a implantação da Orquestra Sinfônica de Varginha, que deverá iniciar a sua formação constituindo uma Camerata Jovem, que evoluirá para uma Orquestra Sinfônica.

“É em iniciativas desse porte que devem ser investidos os recursos públicos para incremento e desenvolvimento da arte, da música e da construção da sociedade do conhecimento e não no patrocínio de espetáculos e entretenimentos, de qualidade duvidosa que deseducam a população”, afirmou o Diretor Superintendente da Fundação Cultural de Varginha, Prof. Francisco Graça de Moura.