Boa Esporte ainda não sabe o que é perder desde a parada da Copa

Boa Esporte 3 x 2 América-RN.
O Boa Esporte segue imbatível após a parada da Copa do Mundo. Na noite de sábado, no encerramento da 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o time mineiro fez mais uma vítima ao derrotar o América-RN, por 3 a 2, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha. Os mineiros abriram 3 a 0, foram surpreendidos nos minutos finais com dois gols de Daniel Costa, mas confirmaram a vitória.

Desde a volta da Série B, o time mineiro venceu quatro partidas e empatou outra. Com isto, deixou a zona de rebaixamento e subiu para o 11º lugar, com 21 pontos. O América-RN perdeu a segunda seguida e caiu para 13º, com 20.

O JOGO

Mesmo sem contar com seu artilheiro – o atacante Fernando Karanga foi vetado pelo departamento médico – o Boa Esporte não mudou o padrão das últimas rodadas e na base do toque de bola conseguiu abrir o placar aos onze minutos. Após jogada bem trabalhada, a bola foi ajeitada para Clébson, que encheu o pé e acertou o ângulo do goleiro Dida, sem chances de defesa.

Os donos de casa seguiram em cima do adversário e conseguiram ampliar a marcação logo em seguida, aos 17 minutos. Após cobrança de escanteio de Tomas, Thiago Carvalho subiu livre na marca do pênalti e mandou de cabeça para o gol.

O América-RN não conseguiu se encontrar no primeiro tempo. O time se limitou a marcar, mas assistiu o Boa Esporte tocar a bola e ditar o ritmo do jogo como quis, sem ser ameaçado.

O América-RN voltou com duas trocas, sonhando com uma recuperação na partida. Bastaram apenas dois minutos, porém, para que as chances de recuperação dos visitantes fossem reduzidas a zero. Isto porque o Boa Esporte aumentou o marcador. Clébson aproveitou bola ajeitada no meio da área e finalizou duas vezes para marcar.

O restante do segundo tempo foi bastante brigado e com poucas chances de ambos os lados. O América-RN ainda conseguiu descontar duas vezes com Daniel Costa. Primeiro aos 36 minutos, aproveitando passe de Isac para tocar na saída do goleiro, depois cobrança de falta perfeita.

Agência Futebol Interior