Oeste 2 x 1 Boa Esporte

A troca de comando técnico fez bem ao Oeste. Na estreia do treinador Roberto Cavalo, o time de Itápolis venceu o Boa Esporte por 2 a 1, na noite desta sexta-feira, no estádio dos Amaros, em Itápolis, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Serginho foi o destaque marcando os dois gols.

Com a vitória, o time paulista conseguiu deixar, ainda que provisoriamente, a zona de rebaixamento, subindo para a 16ª posição, com 19. Já o Boa Esporte, do técnico Nedo Xavier, é o 11 colocado, com 24 pontos.

O JOGO

O novo técnico do Oeste, Roberto Cavalo mostrou que é pé quente. Logo no primeiro minuto de jogo ele já viu o seu time abrir o placar. Depois de um cruzamento de Fernandinho pela esquerda, o zagueiro Lula, do Boa Esporte afastou para fora da área. No rebote, Serginho acertou um chute forte e a bola entrou no gol, sem chances para o goleiro João Carlos.

Atrás no placar, o Boa Esporte foi com tudo ao ataque em busca do gol de empate. Aos dez minutos, Diego Oliveira recebeu dentro da área e conseguiu girar sobre a marcação. Frente a frente com o goleiro Anderson ele chutou mal e a bola foi para fora.

O time mineiro voltaria a assustar aos 25 minutos. Marinho Donizete foi até a linha de fundo e cruzou para a área. A bola passou por todo mundo e sobrou do outro lado para Edmar. O lateral tentou a finalização, mas pegou embaixo da bola e ela foi para fora.

MAIS UM GOLAÇO

Na volta para o segundo tempo, o técnico Nedo Xavier pediu que os seus jogadores marcassem no campo de ataque. Assim, o Boa Esporte exerceu muita pressão sobre o Oeste e não demorou para assustar. Aos sete minutos, Thomas cobrou uma falta com muita força e exigiu grande defesa de Anderson.

Um minuto depois, porém, mais uma vez o atacante Serginho jogou um balde de água fria no time de Varginha. Aos oito minutos, o atacante recebeu a bola na entrada da área, cortou o marcador e chutou de fora da área. A bola entrou no ângulo do gol defendido por João Carlos.

Sem demonstrar muita qualidade para buscar o resultado, o Boa Esporte não conseguia furar a boa linha defensiva do Oeste na partida. Aos 25 minutos, marinho Donizete teve a chance de diminuir em cobrança de pênalti, mas cobrou mal e a bola foi na trave.

Aos 34 minutos, enfim o gol do Boa. Roger Gaúcho vacilou e predeu a bola para Clebson. O meia invadiu a área e chutou forte, sem chance para Anderson.

Agência Futebol Interior