Órgãos de estudante que teve morte cerebral são captados em Varginha

Equipes médicas coletaram rins, córneas, coração, pâncreas e fígado.
Universitária de 22 anos foi enterrada na tarde deste domingo (3).

Parentes e amigos lamentaram a
perda da jovem nas redes sociais.
Médicos do MG transplantes e do Instituto do Coração de São Paulo realizaram neste domingo (3), em Varginha, a captação dos órgãos da universitária Giovana Tavares, de 22 anos, que teve morte cerebral decretada neste sábado (2). A jovem estava internada em estado grave no Hospital Bom Pastor desde a última quinta-feira (31), quando o carro que ela dirigia foi atingido por uma máquina de terraplanagem, que trabalha nas obras de construção do shopping da cidade.

Segundo a equipe do MG transplantes, foram coletados os rins, as córneas, o coração, o pâncreas e o fígado da estudante.  Os órgãos foram levados para hospitais de São Paulo, Belo Horizonte, Pouso Alegre e Alfenas. De acordo com os médicos, a previsão é de que pelo menos cinco pessoas sejam beneficiadas.

Giovana teve traumatismo craniano e o veículo dela, um Palio, ficou destruído com a batida. O condutor da patrol, de 61 anos, foi levado para a delegacia e depois liberado. Conforme a polícia, ele não teria respeitado o sinal de parada no cruzamento e acabou atingindo o carro.

O corpo de Giovana foi enterrado na tarde deste domingo em Varginha.

Captação no Hospital Regional

As equipes médicas também realizaram neste domingo uma captação de órgãos no Hospital Regional de Varginha. A paciente de 54 anos estava internada desde a última quarta-feira (30) devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e com a confirmação da morte, os familiares decidiram fazer a doação. Segundo o MG transplantes, foram captados córneas, fígado e rins.