Dia das crianças: reflexões sobre o que podemos aprender com elas

I.Adultos, aprendam com as crianças!

Sob certos aspectos, os adultos têm muito a aprender com as crianças. Pode-se elencar coisas como autenticidade, sinceridade, generosidade, fidelidade, amor, paz. E muitos outros predicados que somente os pequeninos têm - e que os adultos conhecem bem, mas, infelizmente, insistem em não praticar...

Olhemos o exemplo das crianças que fazem amizade sem nunca terem se visto. Unem-se, juntam seus brinquedos e dividem a mesma brincadeira. Criam seu mundo e vivem felizes como deuses. Os adultos, não, querem monopolizar as brincadeiras, tomar para si os brinquedos uns dos outros, serem os donos do mundo e cada qual se transformar em um deus. Por certo falte às crianças ensinarem: “Adultos, não se apeguem às tolices. Dividam suas coisas e multipliquem suas alegrias. Vivam sem rancor, sem disputas mesquinhas. Vejam na pequenez das crianças a grandiosidade dos sentimentos.“
Aos homens talvez falte voltar a ser criança e reaprender com elas, que, está na harmonia, na amizade, na tolerância o verdadeiro sentido da vida!


II.Pais e filhos. Dez conselhos:

1.Quando um pai quer bem ao filho ele lhe diz coisas, não para um momento, mas para toda uma vida!

2.Uma advertência ao filho, que o instrua, alimenta-o mais que um banquete.

3.Quando um pai enfrenta o mundo para defender um filho inocente tem sua luta orquestrada pelas mãos de Deus!

4.Firme como uma coluna sobre um rochedo. Assim é o futuro de um filho construído por um pai sábio e zeloso.

5.Pai e filho que atravessam juntos o vale das dificuldades, indivisíveis estarão ao atingir o ápice do sucesso!

6.Mesmo pequenas palavras de conselho de um pai, colocadas numa balança, têm mais peso que um dicionário.

7.Pai, mostre ao seu filho os melhores caminhos para o futuro, e um dia ele lá estará a esperá-lo!

8.As piores lições a criança aprende com os amigos; as boas lições com o professor e as melhores lições com você!

9.Eduque com rigor; puna com comedimento.

10.Esteja com seu filho quando ele precisar de você, para que ele esteja com você quando precisar dele!


Inácio Dantas
Do livro “Ensinamentos de Pai para Filho” – www.amazon.coim.br