Mutirão da Limpeza chega aos Pinheiros nesta quarta-feira 15

O setor de combate à dengue em conjunto com a vigilância ambiental, desenvolve periodicamente amostragens referentes ao Aedes Aegypti, através de seus Agentes de Controle de Endemias, mantendo a cidade sob controle e realizando permanentemente ações de combate à este mosquito transmissor da dengue e conscientização de forma geral, em todos os aspectos, em nosso município.

E nesta quarta-feira, 15 de Outubro, os Agentes de Combate à Endemias, com apoio da Secretaria de Obras através da Limpeza Urbana (com máquinas, caminhões e serviços de varrição), da Secretaria de Agricultura (com máquinas e caminhões) e da Secretaria de Meio-Ambiente (com o caminhão coletor de lixo), estarão realizando um Mutirão de Limpeza em todo o Bairro Pinheiros, das 7h30 às 13 horas, no trabalho de eliminação de possíveis focos do Aedes Aegypti - mosquito transmissor da febre amarela e da dengue.

Os organizadores do evento pedem aos moradores que retirem de suas casas, deixando nas calçadas, todos os materiais inservíveis, como móveis velhos, pneus, objetos que retém água, dentre outros, que serão recolhidos pelo Mutirão de Combate à Dengue. Só não serão recolhidos entulhos de construção e nem podas de árvores.

DENGUE

O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, um mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas. Existem 4 tipos diferentes desse vírus: os sorotipos 1, 2, 3 e 4. Todos podem causar as diferentes formas da doença.

Diagnóstico

O diagnóstico é laboratorial. Pode ser obtido por isolamento direto do vírus no sangue nos 3 a 5 dias iniciais da doença ou por exames de sangue para detectar anticorpos contra o vírus (testes sorológicos).

Vacina

Uma vacina contra os quatro tipos da dengue, desenvolvida a partir de uma cepa do vírus vivo, geneticamente modificado, está sendo testada em humanos. Até o momento os voluntários não apresentaram reações adversas.

Tratamento

Não existe tratamento específico contra o vírus da dengue. Tomar muito líquido para evitar desidratação e utilizar medicamentos para baixar a febre e analgésicos são as medidas de rotina para aliviar os sintomas.

Pacientes com dengue, ou com suspeita da doença, precisam de assistência médica. Sob nenhum pretexto, devem recorrer à automedicação, pois jamais podem usar antitérmicos que contenham ácido acetilsalicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, etc.), nem anti-inflamatórios (Voltaren, diclofenaco de sódio, Scaflan), que interferem no processo de coagulação do sangue.

Recomendações

- Dengue é uma doença que pode evoluir rapidamente da forma clássica para quadros de maior gravidade;

- A pessoa só desenvolve imunidade para o tipo de vírus que contraiu e pode infectar-se com outro sorotipo, o que aumenta o risco de doença hemorrágica;

- A identificação precoce dos casos de dengue é de importância fundamental para o controle das epidemias;

- Combater os focos do mosquito transmissor é a única maneira de prevenir.