Rômulo Azevedo voltará à Câmara de Varginha

O advogado Rômulo Azevedo Ribeiro, que havia perdido o mandato de vereador no dia 22 de outubro de 2014, por meio de uma decisão judicial, voltará à Câmara de Varginha. 

Rômulo reassume o cargo após conquistar na Justiça o direito de retornar ao Legislativo. "O Tribunal Regional Federal corrigiu o erro da Justiça Federal de Varginha e me reconduziu ao cargo diante das nulidades processuais", explicou.

A Câmara ainda não foi notificada judicialmente e assim que for recebida a notificação, irá cumprir a determinação da Justiça.

Rômulo Azevedo teve o mandato suspenso porque, segundo a Justiça, ele se apropriou de um carro em que ele era fiel depositário.

Segundo a sentença assinada pelo juiz federal Luiz Antônio Ribeiro da Cruz, desde 2007 Rômulo Ribeiro era o fiel depositário de um Santana avaliado em R$ 5 mil que seria leiloado. Atualmente o carro está em um pátio para recolhimento de veículos, pertencente à família, que foi descredenciado pelo Detran em 2010 e se encontra desativado. Um documento anexado ao processo mostra que o oficial de justiça localizou o carro em uma segunda visita realizada no mês de julho, mas, mesmo assim, o juiz decidiu suspender o mandato do vereador. O suplente dele, Charles Barry (PMDB), assumiu a vaga na semana passada.