Dez atitudes que deve tomar um profissional de alto impacto:

1-Prosseguir nos estudos. Abandonar a ociosidade. Usar como lema “o mundo evolui e prospera e eu faço parte do mundo”. O sucesso resulta da busca incessante do conhecimento e de um bom projeto para si, da não acomodação, da persistência e da paixão pelo que faz;

2-De Office boy a empresário, de peão de fábrica a industrial, de empregado a executivo, é, sim, possível. Para tanto o profissional deve estar imbuído do sonho de crescer e chegar ao topo da carreira. Transformar sonhos em realidade é uma das qualidades do profissional de alto impacto;

3-Priorizar as pessoas, sobretudo as capazes e que se coadunam com você nos mesmos propósitos e objetivos. União, parceria, dois vetores que alavancam a carreira e os negócios;

4-Não deu certo um caminho, opte por outro. O importante é prosseguir, rumo às suas metas. Um empreendimento pode não prosperar num determinado método e deslanchar em outro. Ter esse feeling e ajustar as velas para melhores ventos é o que diferencia o profissional do aprendiz;

5-Reinvente-se. Use os erros do passado como lições para um futuro de aprimoramento e acertos. Aprenda o que não sabe e reforce o saber. Concentre suas forças e seu potencial no que lhe trará benefícios e prazer pessoal. Não perca tempo demasiado em “noitadas”, “baladas” e ações infrutíferas.

6-Dê alma e coração aos seus negócios e cresça como empreendedor. Não faça as coisas “por fazer”, sem emoção e capricho. Se você pretende pintar uma obra-prima comece escolhendo a melhor tela e as melhores tintas e  pincéis. Supere-se, surpreenda e sucesso!

7-Quando à frente de um empreendimento, esteja atento à produção/comercialização, fluxo de caixa, capital de giro, custos/despesas, preços, margem operacional, vendas e lucros. É fundamental tomar as rédeas para não desandar o ritmo do negócio;

8-Estruturar-se para empreender com êxito. Planejar previamente, ter certa independência e conhecimento da área a ser explorada. Acrescente ainda: definir projetos, metas e objetivos, comprometer-se e concentrar o foco no que faz, ter bom benchmarking (busca das melhores práticas para um desempenho superior) e, principalmente, ter perseverança e competência;

9-Usar de diálogo respeitoso e educado. Expressões tipo “por favor”, “dá licença”, “obrigado” devem ser corriqueiras no trato com os colegas. Empatia com a equipe provém da boa educação, humildade, fineza no trato.

10-Ética, coerência, integridade, inter-relacionamento saudável com a equipe; você, membro do corpo de funcionários, engajado com a missão e objetivos: crescimento da empresa, crescimento pessoal.


Inácio Dantas
(do livro “Gestão e Liderança Descomplicada” www.amazon.com.br)