Motivação pessoal: baixoastral no chão, altoastral nas estrelas!

Eia, segue em frente! E se no seu caminhar sentir o cansaço, vai descansando enquanto caminha...! (I.D.)

1.Define-se motivação como “espécie de energia psicológica ou tensão que põe em movimento o organismo humano, determinando um dado comportamento” (Michaelis)

O primeiro impulso para motivar-se para a vitória é estar motivado consigo mesmo. Quando estamos em altoastral, felizes, de bem com a vida, irradiamos boas emanações que contagiam todos à volta. A expressão no semblante, as ideias pensada, as palavras que dizemos, os movimentos físicos tudo vem carregado de simbolismos positivos cuja boa-energia é detectada e assimilada pelos nossos opostos. Com isso, há uma imediata empatia entre nós e eles que repercutem no senso de humor, no estado de espírito e até no estreitamento de amizades e objetivos.
Seja em casa, no trabalho, ou em local público, as pessoas reagem ao ver-nos em função de uma reação cognitiva, ou seja, se estamos agressivos irradiamos agressividade, se estamos tristes irradiamos tristeza, se estamos alegres irradiamos alegria. Por isso, é fundamental você estar alegre, tranquilo, senso de humor receptivo, motivação a mil.
Relacionamento. Relacione-se com astral positivista - cara, sorriso, voz –, mostrando viver a vida com matizes multicoloridos e não em preto-e-branco. E mais. Mantenha o pensamento elevado, com objetivos reais, pois são motivadores em potencial para a realização das mais complexas obras. O que pensa e o que produz um profissional que se dirige ao seu trabalho sem motivação, de ”faróis baixos”, querendo logo que o dia acabe pois sua disposição é nula? Com certeza seu cansaço será rápido, sua paciência “zero” e sua produtividade abaixo do padrão.

2.Motivação, força íntima rumo às realizações.

Não é unicamente o salário percebido o indutor da motivação. Ele é um componente. Faz-se necessário, paralelamente, algo que motive o seu “eu” interior, como a autorrealização, a satisfação íntima, o contentamento, a alegria, o sentir-se prestigiado no grupo, a percepção que seu trabalho está agregando resultados ou propiciando melhorias às pessoas e que há um reconhecimento notório do valor e da importância do que faz. Esse conjunto de fatores eleva a autoestima e nos leva a buscar a superação, a produzir cada vez mais, com melhor qualidade e e maior quantidade.

3.Energize suas motivações.

Qual o tempo de duração e o tamanho da motivação? Ela pode ser breve qual um lampejo ou ter duração atemporal; pode ser do tamanho de cada um ou ser infinito quanto os seus sonhos. Seja como for, enquanto você sentir a efervescência pulsante da motivação dentro de si, busque o melhor, o ótimo, o espetacular.
Evite rebaixar o status da qualidade do que faz. Não aceite o “quebra-galho”, o “mais ou menos”, nem se satisfaça meramente com a praticidade das coisas, tipo “garibada”, ou  “do jeito que tá, tá bom...”, ou ainda recorrer ao expediente de “fazer um puxadinho”, com qualidade duvidosa, unicamente para reduzir gasto e abreviar tempo.
Vá na contramão dessas alternativas. Pense e aja assim: “para os outros que seja como eles querem; para mim, não, que seja como eu quero: o melhor!”.

Reflexão: O astro-rei irradia brilho e calor àqueles que fazem o altoastral irradiar do coração. Dias felizes, aliados a um bom trabalho, resultam desse estágio. Para tanto, mantenha-se você, e sua equipe de trabalho, em equilíbrio pleno, tranquilo, cabeça sã e corpo são. Trabalhar em altoastral, regra geral, erra-se menos, produz-se mais e multiplicam-se os ganhos.


Inácio Dantas
Do livro Ebook “Semeando dias Felizes!”
www.amazon.com.br