Advogado suspeito de balear amigo se apresenta à polícia em Varginha

O advogado suspeito de ter baleado um homem na noite desta quarta-feira (23) na Vila Nogueira, no Centro de Varginha (MG), se apresentou à policia na manhã desta quinta-feira (24). Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito prestou depoimento e depois foi liberado. O rapaz foi socorrido e levado para o Hospital Bom Pastor, onde permanece internado em estado grave.

De acordo com a Polícia Militar, o advogado e um homem de 24 anos eram amigos e discutiram após uma brincadeira em um aplicativo de mensagens instantâneas por celular. Após o desentendimento, o homem se dirigiu à casa do advogado para continuar a discussão e então foi baleado no olho. O hospital Bom Pastor informou que a vítima vai passar por exames para confirmar se ele teve morte encefálica.

A PM também informou que o advogado não tinha posse de armas. "A gente pesquisou no nosso sistema e nós não encontramos nenhuma arma que esteja registrada no nome do autor. A princípio, essa arma pode ser de terceiro ou mesmo pode ser uma arma que não tenha registro ou seja fria", explicou o tenente Júlio César Gomes.

Um vizinho conta que conversou com a namorada da vítima, que estava junto com ele no momento do crime. "[Ela] contou que ele encostou o carro, que ele saiu, que o rapaz saiu e deu tiro. Foi coisa rápida, não foi nada demorado, não ficaram batendo boca", diz o eletricista Marcos Vinícius Caldonazo.

Os vizinhos se surpreenderam com a briga. "Eles eram amigos. Eles conversavam normal, os dois. Na hora que eu fiquei sabendo, eu fiquei até assustado com o que aconteceu. Complicado", disse um deles.

Lei também:
Morre Jhonatan que foi baleado por advogado em Varginha
Lei também:
Rapaz é baleado após discussão através de aplicativo de mensagens em Varginha