Boa Esporte 0 x 1 Mogi Mirim

O Boa Esporte foi o dono do jogo, criou muitas chances de gol e ainda perdeu um pênalti, mas foi incapaz de evitar a derrota para o Mogi Mirim, por 1 a 0, nesta terça-feira à noite, no estádio Melão, em Varginha (MG), pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O time paulista, que não vencia há nove rodadas, chegou aos 22 pontos, ganhou uma posição e deixou a lanterna para o ABC. O Boa Esporte não vence há seis rodadas, continua com 23 pontos, ocupa a 18.ª posição, ainda na zona do rebaixamento.

PÊNALTI PERDIDO
Como esperado o jogo começou com o Boa Esporte tomando as iniciativas ofensivas, diante de um adversário disposto a ficar atrás e só se arriscar nos contra-ataques. O goleiro Mauro começou a se destacar aos quatro minutos, quando fez milagre ao espalmar cabeçada no chão de Tadeu. O goleiro paulista se consagrou aos 16 minutos, quando defendeu um pênalti cobrado por displicência e Mauro, adiantado, espalmou.

Aos 34 minutos aconteceu o tão esperado castigo: quem não faz, toma. Serginho fez jogada individual pelo lado esquerdo e finalizou com um biquinho. O goleiro Fernando ainda defendeu, mas o rebote ficou para Matheus Ortigoza, quase em cima da linha, que só empurrou a bola para as redes.

No final do primeiro tempo, Mauro ainda fez duas grandes defesas. Aos 45 minutos, após cruzamento vindo do lado esquerdo a bola resvalou na defesa e sobrou do outro lado para a cabeçada à queima roupa de Wendel. Mas o goleiro defendeu com o corpo e mandou a bola para escanteio. No minuto seguinte, Tadeu fez jogada individual pelo lado esquerdo, mas sem ângulo tentou o chute. Mauro saiu, encobriu o ângulo e mandou a bola para escanteio.

CHUVA E CHANCES
O segundo tempo começou debaixo de chuva, que caiu forte no intervalo. O técnico Nedo Xavier arriscou tudo, fazendo suas três trocas com atacantes. Mas a noite era mesmo de Mauro que fez, pelo menos, quatro grandes defesas e garantiu a vitória do Mogi.

Aos 19 minutos, Leonardo arriscou o chute de longe, com forte chute, e Mauro espalmou. Aos 29 minutos, após escanteio, Kleiton Domingues apareceu no primeiro pau para tocar de cabeça, mas o goleiro espalmou de novo. O Boa, sem conseguir as infiltrações, continuava arriscando de longa distância. Desta vez foi Felipe Alves, de fora da área, que soltou a bomba no alto, mas Mauro espalmou por cima do travessão.

Na pressão, aos 34 minutos, após escanteio o zagueiro Gabriel Dias apareceu na área para testar firme. Quem defendeu? Mauro, é claro, o homem do jogo.