Escola Municipal Matheus Tavares transforma refeitório em espaço cultural


Os estudantes da Escola Municipal Matheus Tavares ganharam um novo espaço de cultura, o “refeitório cultural”, que foi possível através reorganização de um espaço já existente, que antes era apenas um refeitório e que agora passa a ser também um local de exposições de trabalhos artísticos, leitura recreativa, convivência, aprendizagem e enriquecimento da cultura geral.

A iniciativa surgiu após uma avaliação da matéria de Arte realizada no 9º ano. O questionamento era se os estudantes conheciam ou frequentavam um espaço cultural e a supervisora pedagógica, Edelaine Grande se espantou com o número de estudantes que afirmou nunca ter ido em um espaço cultural. Diante dessa constatação, surgiu a ideia de transformar um espaço amplo da escola, de refeição e trânsito de pessoas em um local diferenciado.

Com a nova organização, agora as mesas de refeição transmitem informações sobre temas diferenciados como de tirinhas e quadrinhos, poesias, notícias esportivas diárias e atualidades; contos de fadas, arte contemporânea e também de imagens de pinturas famosas feitas por artistas brasileiros, além de letras de músicas de rap, que apresentam textos de reflexão para a juventude, e ainda com informações sobre saúde e beleza, dentre outras.

A inauguração do novo refeitório aconteceu segunda-feira, dia 05. De acordo com a supervisora Edelaine, a aceitabilidade está sendo grande. “Já neste primeiro dia teve aluno que nem levantou da mesa e ficou “curtindo” as novidades”, revela. Ela conta ainda que os estudantes, pais, professores e outros funcionários da Escola também já podem apreciar a exposição sobre o mundo sem eletricidade e com eletricidade. “O objetivo do projeto é otimizar um espaço já existente, transformando-o num local onde os estudantes queiram estar, queiram explorar através da leitura no horário de recreio e em outras situações extra aula”, enfatiza. De acordo com Edelaine, “é preciso dar atenção a formação da cultura dos nossos estudantes, possibilitando o acesso a novas linguagens. Isso ajuda a apurarem o gosto, saber o que é bom, reconhecer o trabalho cultural de quem exerce essa atividade e vivenciar o prazer de conviver num espaço organizado, onde a beleza da arte esteja presente.”

Com a inauguração do refeitório, a escola passa a ser também um espaço de entretenimento e atenção à cultura, que pode servir à comunidade do entorno para exposição de trabalhos dos pais artistas, vizinhos artistas e demais interessados em mostrar a sua arte.

Em homenagem a eterna diretora da escola, que agora aposentada se tornou voluntária, o espaço se chamará “Refeitório Cultural Professora Maria Bregalda”, que um dia sonhou com uma escola cheia de cultura e vida.