Reunião define avanços na implantação da Coleta Seletiva em Varginha


A reunião aconteceu na terça-feira, 3, para tratar da implantação da Coleta Seletiva em Varginha. O encontro foi na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, localizada no prédio da Prefeitura, no centro da cidade, à Rua Presidente Antônio Carlos.

A bióloga e técnica social do Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (Insea), Lívia Cristine Dutra Ferreira, iniciou os trabalhos falando sobre os assuntos que seriam tratados como os avanços da implantação da Coleta Seletiva na cidade, detalhes do projeto piloto e a formação do grupo que vai trabalhar no programa.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Joadylson Barra Ferreira, até janeiro deverá ser definido o galpão onde serão instalados os equipamentos que já foram adquiridos pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que são a prensa e a balança.

Shopping grande aliado

Joadylson disse que recebeu a visita de um representante do Via Café Garden Shopping – que será inaugurado no ano de 2016 – e que está aberto a abraçar o projeto da coleta seletiva.  Para o secretário, trata-se de um grande parceiro, já que são esperadas 40 mil pessoas   por dia, em circulação neste espaço comercial.

O secretário também adiantou que no próximo dia 18 será inaugurada uma empresa de reciclagem da construção civil. “Trata-se da Limpa Via, instalada no bairro Corcetti”, explicou.

Aterro de inertes

Joadylson foi à região metropolitana de Belo Horizonte conhecer o aterro de inertes, que é privado, ocupa área de 100 hectares e recebe 400 caminhões diários de entulhos. “Os empresários são portugueses e estão aí para nos mostrar um caminho”, enfatizou. “Toda a coleta nesse modelo de inertes vai virar praticamente lixo zero: chega, pesa, passa pela triagem, máquinas e pessoas para separar plástico, restos da construção civil (estão até montando uma fábrica de blocos);  madeira, ou seja, todo tipo de material; tem a trituradora; fica a sobra de inertes que ainda serve para a estrada rural”, explicou.

Empresário

A Secretaria de Meio Ambiente também recebeu a visita de um empresário de São Paulo, interessado em participar do processo da coleta seletiva em Varginha.

A reunião contou com as presenças dos representantes da Copasa: Narrili Mauro Neder, Paulo Henrique Batistão, o assistente administrativo Luiz Carlos Lima e o gerente Marco Aurélio Ribeiro; do Insea, Júlia Tunes, Rogério Alves Vicente e Lívia Ferreira, além da orientadora social do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) V, do bairro Carvalhos, Fabiana Lima Gonçalves; da Prefeitura de Varginha, o secretário de Meio Ambiente, Joadylson Barra Ferreira e a técnica ambiental Roberta Cristina Ferreira.

Coleta em Varginha

De acordo com o esquema da Secretaria de Meio Ambiente, a coleta de lixo em Varginha, atualmente é feita pela Prefeitura por oito caminhões, sendo seis que circulam pela manhã, cinco à tarde e dois à noite, de segunda à sábado; no domingo, dois caminhões fazem as fábricas. “Vamos começar também a fazer a coleta de lixo na área rural”, alerta Joadylson.

Marco Aurélio, gerente da Copasa, ressaltou que o prefeito de Varginha, Antônio Silva fez recentemente um balanço dos mil dias de governo, foi aos veículos de comunicação e reforçou o projeto da coleta seletiva. “Vamos ainda nesta semana, apresentar a documentação dos equipamentos que a Copasa se comprometeu em adquirir para a coleta seletiva de Varginha”, afirmou Marco Aurélio. Ele também adiantou que o foi concluído o processo licitatório do aterro sanitário, cuja empresa vencedora foi a Quadrum Engenharia e Projetos, de Belo Horizonte, que tem escritório em Itajubá. “O grosso são as lonas que foram furtadas, mas agora o local tem segurança 24 horas e novo transformador de energia”, contou o gerente da Copasa prevendo que o aterro pode entrar em funcionamento perto do início da coleta seletiva.

Insea

A bióloga do Inseas, Lívia Ferreira esteve na CooperET, que atualmente faz a reciclagem do lixo em Varginha para conhecer o sistema adotado.

Bairros onde vai começar a coleta seletiva:

  • Carvalhos
  • Cruzeiro do Sul
  • Imperial
  • Bela Vista
  • Boa Vista
  • Rezende
  • São Francisco
  • Área central

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Joadylson Barra Ferreira, a coleta seletiva será nos dias alternados levando-se em conta o calendário da coleta de lixo. “Por exemplo, no bairro Rezende, a coleta de lixo atualmente é na terça, quinta e sábado; portanto, a coleta seletiva será na segunda, quarta e sexta-feira”, explicou. A expectativa é que no primeiro trimestre de 2016 tenha início a coleta seletiva, prazo que até lá serão definidos os detalhes para a implantação do projeto piloto como o galpão, mobilização de conscientização junto à população e o grupo que irá trabalhar, entre outros procedimentos.