Após perícia, Gate implode granada encontrada em Varginha


Após um artefato semelhante a uma granada ter sido encontrado na manhã deste sábado no bairro Corcetti, em Varginha, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) de Belo Horizonte (MG) foi acionado para fazer a remoção e perícia do objeto. Os policiais então confirmaram a autenticidade da granada e implodiram o objeto.

A granada foi encontrada pelo operador de máquinas Milton Gonçalves, quando saía de casa para ir à padaria. "[Vi] um artefato parecendo uma granada. Não sabia se era de brinquedo ou se era real. Acionei a polícia, que tomou as medidas cabíveis", disse.

 Quando a Polícia Militar chegou, a área foi isolada. A movimentação foi um susto não só para os moradores da casa, como também para os vizinhos. "Quando eu cheguei ali na esquina, que eu olhei, que eu vi, eu pensei que tinha acontecido alguma coisa com o meu marido, que ele estava em casa dormindo", disse a fosfotizadora Erian da Silva Novato.

Gonçalves e a família tiveram que esperar na casa de uma vizinha até a chegada Gate. A área de segurança foi aumentada para um raio de 10 metros de distância do local em que a suposta bomba estava.

Os homens do Gate retiraram o objeto e o colocaram dentro da viatura da polícia. Depois de alguns minutos, o tenente coronel Hudson Abner Pinto informou que o material teria que passar por uma perícia. "Agora é a segunda avaliação, que é lá no batalhão. Então nós vamos remover daqui do local, para transportar para um local seguro".

O objeto foi trazido ainda dentro da caminhonete aqui para o batalhão da Polícia Militar, onde, de acordo com a PM, foi implodido. Por segurança o processo não pôde ser acompanhado, mas o comando afirmou que o artefato era mesmo uma granada de uso exclusivo do exército."Ela é uma granada defensiva mesmo, de uso restrito. E ela, na sua efetividade máxima, pode atingir até 50 metros de raio", disse Abner Pinto.

O tenente coronel informou ainda que todo o procedimento foi anexado à perícia, pra fazer parte do inquérito que vai investigar como a granada foi parar no bairro Corcetti.

(Com G1)