Justiça determina bloqueio do WhatsApp em todo o país

Sindicato de Vivo, Claro, Tim e Oi confirma determinação judicial.
Bloqueio é válido a partir da 0h de quinta-feira (17) em território nacional.


As principais operadoras de telefonia móvel do Brasil foram intimadas pela Justiça nesta quarta-feira (16) a bloquear o aplicativo de mensagens WhatsApp por 48 horas. O bloqueio vale a partir da 0h de quinta-feira (17) em todo o território nacional.

 O recebimento da determinação judicial foi confirmado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal, o SindiTelebrasil, que representa as operadoras Vivo, Claro, Tim, Oi, Sercomtel e Algar.

Segundo o presidente do SindiTeleBrasil, Eduardo Levy, a decisão tem cunho sigiloso e por isso não é possível identificar o autor da ação ou sua vara judicial.

O Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que o processo corre em segredo de justiça em uma ação criminal.

Levy diz que as operadoras são obrigadas a atender a determinação e que não é do interesse delas bloquear o WhatsApp no país. "Temos interesse em regras que sejam mais leves para o setor", disse Levy.

Histórico
Essa não é a primeira tentativa de bloquear o WhatsApp no país. Em fevereiro, um juiz de Teresina (PI) determinou que as operadoras suspendessem temporariamente o acesso ao app de mensagens.

O motivo seria uma recusa do WhatsApp em fornecer informações para uma investigação policial que vinha desde 2013.