Alterar o tamanho da letra

1 de fevereiro de 2016

Prefeitura de Varginha adota medidas de contenção para driblar a crise

CPCs, Secretários, Prefeito e Vice-prefeito não 
farão jus à recomposição salarial correspondente 
ao período de maio a dezembro de 2015.

Na Prefeitura de Varginha as medidas de contenção de gastos já vinham sendo adotadas desde o início da atual administração, em janeiro de 2013, em face do caos administrativo, operacional e financeiro encontrado pela atual administração. Horas extras, viagens, luz, telefone, combustíveis, revisão de contratos, dentre outras, foram alvo de medidas restritivas, impondo-se o maior rigor no controle de despesas.

No ano de 2015, a situação financeira dos municípios brasileiros agravou-se sobremaneira, decorrente das crises econômica e política que se abateram sobre o país, provocando queda de arrecadação e aumento da inflação.

Apesar de todas essas dificuldades, a gestão responsável da Prefeitura de Varginha possibilitou que sobrevivêssemos e vencêssemos esses desafios, mantendo a regularidade dos serviços de saúde, educação, limpeza, manutenção das vias públicas e das estradas rurais, iluminação pública, pagando em dia os salários dos servidores, resgatando compromissos com fornecedores e liquidando pontualmente as parcelas da dívida milionária herdada da administração passada.

Iniciando o ano de 2016, com cerca de 30 obras em andamento, mais medidas de contenção de gastos foram tomadas, como o encerramento dos contratos de terceirização de mão de obra, substituindo os contratados por funcionários de carreira, proibição de horas extras, viagens, participação em congressos e cursos fora do Município, dispensa de ocupantes de cargos de confiança e congelamento dos salários dos CPC’s remanescentes, dos Secretários, do Vice-Prefeito e do próprio Prefeito, que não terão os seus salários reajustados, medidas estas estendidas às Fundações e Autarquias do Município.

Todavia, os servidores de carreira, concursados e efetivos, não serão prejudicados pela inflação e terão os seus salários recompostos, para o que já foi enviado à Câmara Projeto de Lei propondo o reajuste correspondente ao índice de inflação oficial do período de maio a dezembro de 2015.

“Vivemos um momento de incertezas que nos obriga a trabalhar com responsabilidade, a fim de que possamos prestar bons serviços, cumprir os contratos e manter a cidade funcionando, sem prejuízos para a população”, concluiu o Prefeito Antônio Silva.





Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil.
Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito e link ao Jornal Varginha Hoje

 
© 2010/2015 - Jornal Varginha Hoje - (Jornal Impresso, Digitalizado e On-line - Varginha MG Região). Tecnologia do Blogger.
xxxx