Conheça como funciona a rede de assistência às pessoas em situação de rua em Varginha

A Prefeitura de Varginha, através da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social (SEHAD), é a coordenadora da política de assistência às pessoas em situação de rua. Esse trabalho é realizado por uma rede. O secretário municipal de Habitação e Desenvolvimento Social, José Manoel Magalhães Ferreira explica que são vários serviços prestados às pessoas nessa situação. “A assistência é ampla e temos atenção voltada a diversas situações como perturbação da ordem, drogadição (toxicodependência) e alcoolismo, saúde mental e serviço de migração, por exemplo”, explica.
De acordo com dados da SEHAD, existem atualmente, 73 pessoas cadastradas em situação de rua no município de Varginha. “Apesar dessa assistência ser ampla e planejada para ser eficiente, esbarra em algumas questões como por exemplo, a própria não-aceitação do assistido e o caráter assistencialista da população que dá esmolas ou comida a essas pessoas no local onde elas estão, sendo que o ideal é ajudar a instituição que oficialmente à assiste, que é preparada e está capacitada para prestar esse tipo de assistência”, ressalta o Secretário.
A Assistência Social conta com profissionais destacados: psicólogo, assistente social e orientadores sociais. Um veículo faz abordagem diária sistemática e atende solicitações de intervenção pelo telefone (35) 3690-2310. Essa abordagem é para pegar as pessoas que vivem nas ruas e levá-las para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua, o chamado Centro POP, onde é oferecida alimentação, possibilidade de lavar as roupas e construído um plano individual de atendimento. “Ao final da tarde, são encaminhadas para o abrigo institucional que é a Associação Kerigma, com a qual a Prefeitura mantém convênio, onde podem pernoitar”, esclarece Manoel.
José Manoel enumera os atendimentos da rede de assistência social e explica quais são as instituições que agem em cada caso:
POLÍTICA DE ATENDIMENTO AS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA:
Situações :
* de perturbação da ordem (higiene na rua, sexo...):
- Polícia Militar (tel 190) e Guarda Civil Municipal (tel 3690-2714 e 153)
* de drogadição e alcoolismo
- SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193)
* saúde mental
- CAP´s AD (3214-8927)
* assistência (acolhimento, encaminhamento pra tratamento médico, alimentação, pernoite, documentação, encaminhamento para mercado de trabalho, abordagem diurna com destaque para tentativa de restabelecimento de vínculos familiares)
- Centro POP localizado na Rua Francisco Vallim, 120, Bairro Rezende e Associação Kerigma (que fica próxima ao Aeroporto)

* Serviço de migração (que cuida de pessoas que estão de passagem pela cidade (quem sai do presídio, quem perde dinheiro ou é assaltado, sai de trabalho temporário e quer retornar para a cidade de origem) – (3690-1430)


Na foto: Secretário de Habitação e Desenvolvimento Social, José Manoel Magalhães Ferreira