Sistema de Saúde do Município de Varginha recebe Moção de Aplauso da Câmara Municipal

No último dia 23, foi registrada na ata da reunião da Câmara Municipal, Moção de Aplauso ao Sistema de Saúde do Município de Varginha proposta pelo vereador Dr. Adilson Rosa e aprovada por representantes do Legislativo. Dr. Adilson explicou que “por ser médico, acompanho muito de perto a situação da saúde em Varginha que comparada à região e ao país percebe-se uma diferença muito grande, pois apesar de algumas críticas, o grau de satisfação é grande, devido ao conjunto da obra que envolve prestação de serviço nas redes pública e privada, alcançando um excelente resultado, com perspectiva de continuar melhorando”. Para o médico e vereador, ainda tem que destacar a questão de ser uma assistência humanizada, mesmo dentro das limitações.
O vereador Dr. Adilson Rosa ainda enfatiza que tudo isto tem um altíssimo custo para o município de Varginha, pois não é atendida só a nossa população local. Apesar disso, existe uma contrapartida, segundo ele, pois “a área de saúde torna-se um atrativo que se contrabalança economicamente, à medida que tais referências, trazem divisas de outras cidades, além de dar a oportunidade de empregos diretos a mais de 4.000 pessoas, e outros tantos indiretos”. 
O prefeito Antônio Silva afirma que “essa Moção de Aplauso é um reconhecimento gratificante que homenageia a dedicação, o carinho e a competência de toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, dos Hospitais Públicos e da UPA, além de todos os empreendimentos da área da saúde que fazem de Varginha uma referência na medicina.
Confira a seguir alguns pontos apresentados pelo vereador Dr. Adilson Rosa:
  • Vejamos: nossa rede dispõe de 25 Unidades Básicas de Saúde mais duas novas (em fase de funcionamento) espalhadas pela cidade e comunidades rurais, um Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, em que há uma equipe de profissionais, como Psicólogos, Nutricionistas, Educador Físico, Fisioterapeutas, Enfermeiros, fonoaudiólogos, que dão apoio a 21 equipes do Programa Saúde da Família. Há nestas estruturas o desenvolvimento de programas de prevenção de hipertensão, pré-natal, obesidade, tabagismo, odontologia. Além destes programas, são distribuídos aos pacientes duzentos e vinte itens de medicamentos e realizados trinta mil exames por mês.
  • A Atenção Especializada – Policlínica Central, onde temos especialistas nas áreas de: Pneumologia (adulto e infantil) – Catavento (atende crianças asmáticas), Dermatologia, Programa Envelhecer, Fonoaudiologia, Hanseníase e Hiperdia (Programa que faz o cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus atendidos na rede ambulatorial, permitindo gerar informação para aquisição, dispensação e distribuição de medicamentos de forma regular e sistemática a todos os pacientes). Clínica de Infectologia (hepatite, HIV, tuberculose), Mastologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurologia (adultos e crianças), Cardiologia, Reumatologia, Angiologia, Endocrinologia, Ortopedia (quadril, pé, ombro e joelho), Oftalmologia (glaucoma), Gastroenterologia, Fisioterapia Pulmonar, Geriátrica, Central de Imunização, Plástica, Terapia Ocupacional, Pequenas Cirurgias, Hematologia, Nefrologia, Cabeça e Pescoço. Farmácia de Medicamentos Básicos, Farmácia de medicamentos para Saúde Mental. Centro Especializado Odontológico – CEO Cirurgia, Bucomaxilofacial, Ortodontia, Prótese, Especialistas em Prótese, Periodontia. Não podemos nos esquecer dos serviços de Zoonoses, Vigilância Sanitária , Epidemiológica e Medicina Legal, muito bem conduzido pelos Doutores: Vereador Dr. Armando Fortunato e Dr. Alexandre Assad. 
  • Existem ainda outros programas como: o Centro Especializado de Reabilitação e Fisioterapia Regional, o CAPS II – Centro de Atenção Psicossocial, o CAPS AD- Centro de Atenção de Prevenção de Álcool e Droga, o CAPS Infantil – Centro de Atenção Psicossocial da Infância, o NAMI – Núcleo de Apoio ao Materno e Infância e Banco de leite e o PADI – Programa Saúde Melhor em Casa que cria condições para que os pacientes com limitações, desospitalizados, retornem ao seu domicílio com as condições ideais inclusive dieta especial, para o convívio com a família liberando vagas nos hospitais.
  • A UPA 24h – Unidade de Pronto Atendimento atende pacientes do Município de Varginha e Micro Região. Projetada para atender 450 pacientes/dia, crianças e adultos. Já ultrapassou mais de 600 pacientes/dia em virtude das epidemias de gripe e dengue. Dispõe de Laboratório de análises clínicas, medicação, leitos de observação, leitos de emergência e centro radiológico. Apta para estabilização de pacientes, funciona 24 horas/dia e são realizados mais de doze mil atendimentos por mês.
  • O Hospital Regional do Sul de Minas possui 151 leitos, sendo 20 de CTI, quatro de emergências, 14 leitos de UTI neonatal, um bloco cirúrgico com 5 salas e centro obstétrico com 2 salas. Faz parte da rede resposta de urgência e emergência, neuro e cardiologia, realiza 180 partos, 100 cateterismos, 15 cirurgias neurológicas, 30 cirurgias cardíacas abertas e 50 angioplastias por mês. Média de atendimentos internos e externos: 500 usuários diários.
  • O Hospital Bom Pastor (HBP), classificado como Hospital Geral porte III, é um hospital público municipal que atende traumas, cerca de 1.200 casos por mês. Conta com um Centro de Oncologia, Radioterapia, Quimioterapia e Clínicas de Cirurgia Geral, Vascular, Ortopedia, Plástica, Bucomaxilo e Oncológicas - Centro de Terapia Intensivo – CTI 10 leitos, dois de emergência e seis de observação. O HBP dispõe de 122 leitos, bloco cirúrgico com sete salas (230 cirurgias por mês), agência transfusional, laboratório que dá suporte às análises de infectologia, tanto na coleta do material, preparo e exames, no caso de saúde pública, pesquisa de doenças graves, apoio à Hemodiálise, Tomógrafo, RX e laboratório disponível para rede. Média de atendimento: 1000 usuários por dia, internos e externos.
  • Destaca-se ainda a revitalização recente do HBP, na qual foram realizadas muitas obras como a troca de 600 janelas, para que assim houvesse a pintura interna e externa do nosocômio que estava com um aspecto muito ruim. Contou com a participação de muitos voluntários, pintores, inclusive de artistas plásticos em parceria com a CORALTINTAS (Projeto ”Tudo de cor para você”). É importante ressaltar as reformas gerais realizadas no CTI e no pronto atendimento em curso.
  • Embora o Município disponha de tantos serviços e programas de saúde, o Tratamento Fora do Domicílio - TFD, de acordo com a legislação do SUS, disponibiliza serviços complementares em municípios de referência. São agendadas consultas e procedimentos cirúrgicos para aproximadamente 600 usuários mês, que contam com transporte do município para RJ, SP e BH.
  • Contamos ainda com a sede do SAMU, Corpo de Bombeiros, ambulâncias do município, dois hospitais particulares, bons laboratórios, diversas clínicas especializadas particulares, ótimos profissionais médicos, ótimos e dedicados profissionais multidisciplinares, excelentes instalações, redes de farmácias, entidades filantrópicas e organizações não governamentais como Vida Viva, Novos Ventos, Pró-rim, Acrenoc, Abraço e Fuvae. 
  • Hoje são destinadas à Saúde em Varginha em torno de 30% de um orçamento de mais ou menos 300 milhões de reais ao ano, o que representa um investimento maior do que o realizado em Educação.
  • Quanto a Associação Médica de Varginha (AMV) completa 65 anos. Desde que foi fundada, em 20 de maio de 1951, cumpre um papel importante tanto para a categoria médica, quanto para a cidade. A AMV congrega cerca de 230 médicos do município, tendo por objetivo a promoção de atividades associativas, científicas, sociais e culturais, bem como defender os interesses de seus associados, contribuindo para a valorização dos profissionais médicos. Para o presidente da AMV, Dr. Alberto Severo de Paiva Filho, “a Associação Médica de Varginha, historicamente, vem atuando com relevância nos interesses relacionados à saúde e aos profissionais médicos, sempre articulada com os interesses da comunidade”.
  • O Grupo Unimed Varginha, parte do sistema suplementar de saúde, operador do plano de saúde e Hospital Humanitas Unimed, é hoje um modelo de gestão cooperativista, já premiado pelo Sistema Ocemg. Seus trabalhos seguem pautados nos princípios humanos e qualidade médica. A história do grupo é escrita diariamente por seus mais de 300 médicos, quase 450 colaboradores e mais de 55 mil clientes, comprovando que o sucesso só é possível através da união. Além de Varginha a cooperativa atua em Boa Esperança, Campanha, Cordislândia, Elói Mendes, Monsenhor Paulo e São Gonçalo do Sapucaí. Em 2015, o Grupo Unimed Varginha faturou um total de 150 milhões de reais, montante que foi aplicado praticamente todo em Serviços de Saúde.
  • O Hospital Humanitas, com 80 leitos, possui todos os serviços necessários para atendimento aos seus clientes: Raios-x digital 24 horas; Arco Cirúrgico Digital; Hemodinâmica (Cirurgia Cardíaca); Tomografia; Laboratório de análises clínicas 24 horas; Endoscopia / colonoscopia; Ultrassonografia; Oncologia Clínica; Facoemulsificaçao; Ressonância Magnética; Cintilografia; Oncologia; UTI e Pronto Atendimento 24 horas que conta com plantões presenciais de Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia geral; escalas de sobreaviso de Neurocirurgia, Ortopedia e Anestesia; além de avaliações em diversas especialidades em seu Pronto Atendimento. Em 2015 foram atendidos na Prontomed 45.357 pacientes, realizadas 15.328 internações e 6.993 cirurgias. 
  • O Hospital Varginha, possui moderna, arrojada e confortáveis instalações, ligado ao Grupo Serpran, há 6 anos vem prestando um relevante serviço a nossa cidade e região. O Hospital Varginha conta com 33 leitos, uma semi-intensiva , 4 salas cirúrgicas, Pronto atendimento 24 horas, única maternidade em Varginha destinada apenas a convênios, exames de diagnósticos, laboratoriais, RX, Tomografia, Ultrassonografia, Mamografia, endoscopia digestiva, colonoscopia, retossigmoidoscopia, cistoscopia, dentre outros. Conta com um pronto atendimento adulto e infantil.”