Clementino Vieira e homenageado com a Comenda do Mérito Legislativo


Servidor municipal por mais de 50 anos de serviços prestados tanto à  Prefeitura quanto à Câmara Municipal, “seu” Clementino Vieira”, como é conhecido,  hoje com 90 anos de idade, recebeu na noite de terça-feira, 22, a  Comenda do Mérito Legislativo, uma proposição do vereador Joãozinho Enfermeiro, em atenção aos relevantes serviços por ele prestados a Varginha. A cerimonia aconteceu em sua residência, na presença de familiares, amigos colegas de trabalho, vereadores e ex-vereadores e do prefeito Antônio Silva, que fez questão de abraçar o amigo.
“É uma honra participar desta importante homenagem ao Clementino, que é muito mais que um ex-servidor público, mas um grande amigo, uma pessoa que realmente representa Varginha, dotado de uma inteligência e capacidade admirável, que só nos dá orgulho”, disse o Prefeito.
Servidor municipal por mais de 50 anos, Clementino Vieira trabalhou com os prefeitos Braz Paione, Dr. Mathias Vilhena, José Bueno de Almeida, José de Rezende Paiva, José Braga Jordão, João Eugênio do Prado, Dr. Jacy de Figueiredo, Aloysio Ribeiro de Almeida, Eduardo Ottoni, Ronaldo Venga, Dilzon Melo, Antônio Silva e Aloysio Ribeiro de Almeida. Em 2000 foi para a Câmara de Vereadores. Era ele quem socorria os técnicos e prefeitos, quando estes queriam localizar alguma lei. Em vários casos, citava o número e os enunciados das leis de cor. Clementino é colecionador do Órgão Oficial do município desde sua criação.  
CLEMENTINO VIEIRA nasceu em 09 de setembro do ano de 1926.  Aos 5 anos de idade perdeu seu pai vítima de uma bala perdida, durante a Revolução de 1932 entre mineiros e paulistas. Foi criado pelos tios e tias em especial pela Dinha (Maria do Carmo) que em troca de seus estudos lavava as roupas dos irmãos Maristas. Estudou no colégio Marista até a sua formatura.
Em 1942 casou-se com Tereza Barbosa do Vale Vieira, com quem teve 6 filhos: Luiz Romário, Maria Aparecida, Nercy, Rose Marie, Mário Genário, Marco Antonio e Paulo Henrique. Após a morte de sua esposa,  conheceu Adelaide Paulino Vieira, com quem veio a casar-se no de 1960 e vive até hoje, tendo com ela duas filhas: Rosana Mara e Kátia.
Exerceu no ano de 1944 na Prefeitura Municipal o cargo de “ofice boy”, onde posteriormente veio também a exercer diversos outros cargos. Em 1945 serviu o exército junto ao Tiro de Guerra. Aprendeu a falar Inglês, Francês e Latim por conta própria. Foi radioamador,  
Trabalhou na Câmara Municipal por longos anos, até 31 de julho de 2005, tendo ainda após sua saída, prestado valorosos serviços voluntários ao Poder Legislativo local. “Como hobby, foi radioamador, possuindo uma vasta coleção de equipamentos eletrônicos.
Pessoa muito carismática é considerado uma verdadeira enciclopédia política municipal.