Prefeitura de Varginha realiza projeto de Iniciação Científica com os alunos do PROPAC


O CDCA, por meio do PROPAC – Programa de Profissionalização Adolescente Consciente, está desenvolvendo no curso de Assistente Administrativo um projeto de Iniciação Científica que tem como objetivo despertar nos adolescentes o interesse pela pesquisa, pela leitura e pela busca de respostas para as questões problemas que estão presentes no seu dia a dia.

O projeto, desenvolvido pela equipe pedagógica, está sendo aplicado pelos instrutores Bruno Arcanjo de Souza, Camila Moreira Azarias, Fernanda Maria Mesquita Cabral, Roberta Coutinho, que estão orientando os alunos, oferecendo a eles referencial teórico e apoio pedagógico para que se obtenha como resultado final um Trabalho de Conclusão de Curso.

Cada instrutor está orientando sobre um tema específico, dentre esses temas estão:

- O uso de álcool e drogas por adolescentes

- O uso das redes sociais por adolescente

- As aplicabilidades do Estatuto da Criança e do Adolescente

- As falhas do Estatuto da Criança e do Adolescente

- Sexualidade, gênero e construções sociais

- Orientação sexual no contexto escolar e preparação docente

- A importância da coleta seletiva para o meio ambiente

- Aquecimento global e efeito estufa

- Efeitos da poluição dos rios e do ar

- Impactos ambientais do desmatamento

- Consequências do uso da maconha na adolescência

- Os desafios da adolescência no mercado de trabalho

O projeto, idealizado pela Presidente Vânia de Fátima Flores Paiva e Coordenadora geral do CDCA Maria Alice de Barros Bemfica, é de grande importância para a formação dos jovens no que tange o preparo para a vida acadêmica e desenvolvimento do pensamento crítico. “Viabilizar o trabalho com a iniciação científica no curso de Assistente Administrativo do PROPAC, é a realização de sonho em comum, onde podemos através do incentivo a pesquisa, alcançar mudanças significativas na formação acadêmica, pessoal e social dos nossos jovens com impacto em toda a sociedade”, ressalta a Coordenadora Geral Maria Alice de Barros Bemfica.

A presidente do CDCA, Vânia Flores Paiva, fala da importância do trabalho com a iniciação científica para o desenvolvimento dos pilares da educação - Aprender a ser, aprender a fazer, aprender conhecer e aprender a conviver. “Essas são habilidades necessárias para o ser em formação. Nossos jovens estão prestes a entrar no mercado de trabalho e tais habilidades os ajudarão nos desafios encontrados no dia-a-dia”.

Espera-se, com esse projeto, que os estudantes possam exercer os primeiros momentos da pesquisa acadêmica, como a escrita acadêmica e a apresentação de resultados para uma banca de avaliação. Um aspecto muito importante da iniciação científica é a formação no campo ético e esse treinamento ético/responsável, consistente durante a iniciação científica é uma das maiores contribuições para a formação dos futuros formadores e cidadãos.