Secretaria de Saúde de Varginha anuncia mais profissionais para vacinação contra febre amarela


A Secretaria de Saúde de Varginha anunciou mais nove profissionais para ajudar na imunização contra a febre amarela a partir desta terça-feira (24). Eles já estão trabalhando em três unidades, entre elas a Policlínica Central, que ganhou o reforço de duas profissionais.

"Uma funcionária que estava de férias retornou e uma outra que ainda estava de férias foi chamada para vir colaborar, ela é de 8 horas então é um reforço muito bom. Nós montamos duas salas para fluir melhor o fluxo para ter atenção para as crianças e adultos", disse a enfermeira Maria de Fátima Silva.

Moradores da cidade têm relatado que estão tendo dificuldades para tomar a vacina em alguns postos de saúde. Na segunda-feira (23), um casal só conseguiu vacinar o filho de 9 meses depois de fazer um boletim de ocorrência. A Secretaria de Saúde da cidade afirma que há doses suficiente para atender toda demanda na cidade e que o problema principal é a falta de mais profissionais no atendimento à população.

Na manhã desta terça-feira (24), na policlínica do bairro Sion, as 30 senhas que estavam disponíveis para adultos acabaram em menos de 10 minutos. Algumas pessoas chegaram a voltar para casa. Para conseguir a vacina, está sendo preciso chegar cedo.

"A gente chegou por volta de 6h10, porque conforme as notícias correm, o pessoal também quer correr para o posto", disse o estudante Vinícius Ramos da Silva.

Na unidade estão sendo distribuídas mais 30 senhas, só para crianças. No entanto, a equipe que trabalha no posto ainda não foi reforçada. A equipe é a mesma que cumpre o calendário normal de vacinação.

A Secretaria de Saúde afirma que o movimento nos postos aumentou, mas não divulgou números sobre o quanto foi esse aumento e quantas doses da vacina estão disponíveis na cidade.