Vereadores visitam obras da Pequena Central Hidrelétrica no Rio Verde


No início desta semana, o presidente da Câmara Municipal de Varginha, Zacarias Piva e o vereador Delegado Celso visitaram o local onde já estão sendo realizadas as obras de construção da Pequena Central Hidrelétrica – PCH Boa Vista 2, no Rio Verde.

Os vereadores foram próximo ao trecho conhecido como Caixão e observaram que várias máquinas já estão trabalhando no local. Zacarias Piva e o Delegado Celso ainda visitaram o Posto de Atendimento Social da PCH e foram recebidos pelo psicólogo, José Estevão dos Santos e pela assistente social, Talita Aguiar Elisei, que trabalham no local.

Eles explicaram para os vereadores sobre o trabalho psicossocial que têm feito com os moradores da região e se dispuseram para apresentar na Câmara essas iniciativas desenvolvidas.

O vereador Delegado Celso ficou satisfeito com a visita e disse que continuará fiscalizando. “Já pesquisamos sobre a CPFL Renováveis, que é a empresa responsável pela PCH Boa Vista 2 e sabemos que é uma empresa com experiência nesse ramo em Minas Gerais. Acompanharemos o decorrer dessa obra em Varginha e esperamos que tenhamos um resultado positivo, com respeito ao meio ambiente”, disse o vereador.

O presidente da Câmara, Zacarias Piva, também gostou do que viu. “Eu quero parabenizar os diretores da empresa que enxergaram o potencial de Varginha. Essa obra vai gerar emprego e renda para nosso Município e, neste momento em que passamos, ter investimentos dessa grandeza, proporcionará mais desenvolvimento para nossa cidade. Acompanharemos os trabalhos e acreditamos que teremos mais progresso com essa PCH”, afirmou o presidente.

PCH Boa Vista II
Localizada na região da ilha do Caixão, no Rio Verde, a 5km do centro da cidade, a PCH totaliza 26,9MW (unidade de medida de potência elétrica, que corresponde à 1 milhão de watts) de capacidade instalada, com garantia física de 14,8 MWm. O projeto foi aprovado pelo Conselho de Política Ambiental de Minas Gerais (Copam) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A previsão é de que cerca de 400 empregos sejam gerados apenas durante o período de construção da geradora.