Empresa retira apoio ao Boa Esporte após contratação de Bruno

Bruno deve ter contrato de dois anos com o Boa Esporte
Um dia após o anúncio da contratação do goleiro Bruno, o Boa Esporte sofreu seu primeiro revés - no sentido financeiro: a Nutrends, empresa de nutrição que é uma das patrocinadoras do time, anunciou que retirará a partir de hoje o apoio à equipe de Varginha.

A decisão, anunciada em um curto comunicado nas redes sociais, ocorreu na noite deste sábado (11). "Em reunião extraordinária, a Diretoria da Nutrends® Nutrition decidiu que, a partir de hoje, a empresa não é mais patrocinadora/apoiadora do Boa Esporte Clube", afirma a nota oficial.

Com isso, a equipe do sul de Minas conta agora com o apoio de duas empresas em sua camisa: da Gois e Silva e da fabricante de material esportivo Kanxa - que também tem sofrido constantes ataques de perfis em suas redes sociais e é pressionada por estes a retirar o apoio ao time.

Com passagens pelo Flamengo e Atlético, Bruno estava preso desde 2010, acusado pelo assassinato de sua ex-mulher, Eliza Samudio. Em 2013, foi condenado a 22 anos e 3 meses pelo homicídio mas, como não teve seu recurso julgado desde então, conseguiu sua liberdade provisória no dia 24 de fevereiro, por decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello.

(Com Estadão)